Banner Topo
CRECI-GO alerta sobre golpe imobiliário | Creci-GO
Notícias
CRECI-GO alerta sobre golpe imobiliário | Creci-GO
17 Fevereiro 2017 10:25

CRECI-GO alerta sobre golpe imobiliário

Estelionato no aluguel é aplicado em imobiliárias e consumidores

O golpe é simples e recorrente. O estelionatário se dirige a imobiliária buscando um imóvel para alugar. Ele faz uma cópia da chave e publica anúncios em sites gratuitos se passando por locador, geralmente oferecendo preços abaixo do valor de mercado. Ao encontrar com o cliente não faz muitas exigências para o contrato, apenas exige o pagamento de aluguel adiantado. O pretenso locatário pensa ter feito um bom negócio, mas quando tenta se mudar para o imóvel, percebe que na verdade caiu em um golpe imobiliário.

Por pouco uma grande imobiliária de Goiânia não se viu envolvida em uma situação parecida. O diretor da imobiliária conta que apenas esse mês, por duas vezes, estelionatários tentaram aplicar o golpe em imóveis administrados pela imobiliária.”Como pediram um valor muito alto de entrada a ser depositado em uma conta do Rio de Janeiro, e não constava o nome da imobiliária no contrato, apesar da autorização de visita estar no nome da empresa, o cliente desconfiou e entrou em contato conosco. Logo, esclareceremos a situação”, relata.

A tentativa de golpe foi registrada no 1° Distrito Policial de Goiânia pela imobiliária, que ainda reforçou as medidas que já haviam sido tomadas há cerca de três anos atrás, quando passaram por situação semelhante. “Além da autorização assinada pela imobiliária e o cadastro prévio do interessado, com documentação e foto, a visitação só ocorrerá com acompanhamento de um responsável da empresa quando o imóvel não tiver portaria e no caso de condomínios, está sendo realizado contato anterior para liberação”, explica o advogado da imobiliária, Victor Ribeiro de Freitas.

“Fazemos um alerta às imobiliárias, para que aumentem seus procedimentos de segurança, e à sociedade, para que exijam sempre a documentação completa do imóvel e que desconfiem de ofertas fora da realidade de mercado”, ressalta o presidente do Creci de Goiás, Oscar Hugo Monteiro Guimarães.

Tanto os casos constatados quanto as tentativas de estelionato, devem ser encaminhados à Polícia para monitoração e providência.

Assessoria de comunicação do Creci de Goiás

 
  VOLTAR